Desigualdade

março 16, 2017

Nosso país é muito desigual.

Há um abismo entre ricos e pobres e, sinceramente, eu não estou vendo essa situação melhorar, mesmo que bilhões tenham sido investidos, nas últimas duas décadas, nos mais variados programas sociais.

Nosso mundo, por outro lado, apresenta diferenças ainda mais profundas.

Países como os Estados Unidos, com um PIB per capita de 58 mil dólares, e a Suíça, com um PIB per capita de 80 mil dólares, encontram-se de um lado, países como Moçambique, com um PIB per capita de menos de 400 dólares, e o Afeganistão, com um PIB per capita de menos de 600 dólares, encontram-se do outro.

Sob essa perspectiva, comecei a ler Desigualdade: o que pode ser feito?


Em termos simples, que qualquer leigo pode entender, Atkinson faz um diagnóstico sobre o problema da desigualdade, mostrando como ele se desenvolveu ao longo da história.

A partir daí, o autor apresenta algumas soluções para reduzir as injustiças que assolam nossa sociedade, abordando temas como tributação progressiva e seguridade social para todos. Aliás, o autor apresenta propostas exequíveis, a serem implementadas ao longo do tempo, e não utopias defendidas por governos populistas, cujos resultados, como sabemos, são desastrosos para a economia como um todo no médio e longo prazos.

Por fim, Atkinson toca em um ponto muito interessante: pode ser feito?

Enfim, é um excelente livro para aqueles que, como eu, querem fazer alguma coisa para tornar esse mundo um pouco menos desigual.

Confira:

Título: Desigualdade: o que pode ser feito?
Autor: Anthony B. Atkinson
Editora: LeYa
Ano: 2015
Número de páginas: 436
Preço: R$ 32,00

Sinopse:

Atkinson foi pioneiro na pesquisa sobre desigualdade durante muito tempo e combina suas experiências teóricas e práticas para tratar as diversas dificuldades decorrentes desse problema. Ele apresenta um conjunto abrangente de políticas que poderiam trazer uma verdadeira mudança na distribuição de renda dos países desenvolvidos. Atkinson mostra que o problema não é simplesmente os ricos estarem ficando cada vez mais ricos: também não estamos sendo bem sucedidos em combater a pobreza, e a economia está mudando rapidamente, deixando a maioria das pessoas para trás. Para reduzir a desigualdade, nós precisamos ir além, cobrar novos impostos dos ricos para financiar programas sociais já existentes. Precisamos de novas ideias. Pensando nisso, Atkinson recomenda novas políticas ambiciosas em cinco áreas: tecnologia, emprego, segurança social, distribuição de capitais, bem como tributação. Ele defende essas políticas contra os argumentos e desculpas constantes para a falta de ação: a intervenção vai encolher a economia, a globalização torna a ação impossível, e as novas políticas não podem ser oferecidas.

Mais do que apenas um programa para a mudança, o livro de Atkinson é uma voz de esperança e otimismo fundamentado sobre as possibilidades de ação política.


Aproveite a visita e confira:

0 comentários

Faça parte de nossa comunidade: