Martingale, D'Alembert e Fibonacci

abril 06, 2017

Depois de estudar algumas estratégias, você decidiu apostar em um casino ou em um sistema de apostas binárias.

Afinal, com uma boa estratégia, você não poderia perder.

E, com milhões na conta, você poderia fazer tudo o que sempre sonhou.

Encurtando a história, você perdeu todo o dinheiro que apostou...


É, amigo, você não está sozinho.

Não vou mentir: já gastei algumas centenas de reais (talvez alguns milhares) enquanto tentava ganhar algum dinheiro em casinos online.

Apostei na roleta, no blackjack e no baccarat e em jogos de futebol, basquete e vôlei.

Apostei em opções binárias (vai subir/vai cair) e em meia dúzia de mercados diferentes.

Tentei desenvolver sistemas vencedores, mas também utilizei os sistemas clássicos de apostas automáticas (Martingale, D'Alembert e Fibonacci).

E, depois de quebrar a cara algumas vezes, cheguei a duas conclusões: não fazia ideia do que estava fazendo e jamais ganharia da banca.

Portanto, grave isso: nenhuma estratégia que você utilizar será capaz de vencer o casino.

É impossível manter uma sequência de vitórias e a banca não está trapaceando. Devido a intensa fiscalização, aliás, é quase impossível que algum casino esteja enganando você.

Na verdade, meu amigo, o problema é que a matemática não perdoa.

Mesmo que as chances de ganho fossem de exatos 50%, você acabaria, eventualmente, perdendo.

Contra fatos não há argumentos, e a estatística pode facilmente comprovar essa afirmação.

Martingale

No sistema Martingale, você começa com uma aposta pequena. Se perder, você dobra a aposta (1, 2, 4, 8, 16, 32…). Se ganhar, você retorna à aposta inicial.

Dessa forma, todas as vezes em que você ganha, você recupera as apostas anteriores:

Exemplo: -1, -2, -4, +8 (lucro = 8 – 4 – 2 – 1 = 1)

O problema desse sistema, porém, está no fato de que as apostas ficam cada vez maiores. Em algum momento, portanto, você estará apostando uma quantia absurdamente alta para ganhar apenas R$ 1,00.

Aliás, você somente conseguirá aplicar essa estratégia em jogos online relacionados a opções binárias, já que, em casinos de verdade, há um limite para as apostas dos jogadores (por exemplo, se a aposta mínima na roleta for de R$ 1,00, a aposta máxima será de R$ 32,00, de modo que você conseguirá dobrar a sua aposta apenas 5 vezes).

Além disso, mesmo que você continue dobrando sua aposta indefinidamente, jamais conseguirá vencer a banca.

Supondo uma aposta inicial de R$ 1,00 e uma probabilidade de vencer de 50%, eventualmente você encontrará uma sequência perdedora e quebrará a cara.

A chance de ter 10 apostas contrárias seguidas, por exemplo, é de 1 em 1.024. Logo, se você realizasse 1.024 apostas, em tese você ganharia R$ 512,00. No entanto, ao perder a aposta “1 em 1.024”, você perderia R$ 2.043,00 (1024 + 512 + 256…).

D'Alembert

No sistema D’Alembert, você começa com uma pequena aposta. Se perder, você aumenta a aposta em uma unidade (1, 2, 3, 4...). Se ganhar, você reduz a aposta em uma unidade (8, 7, 6, 5...).

Dessa forma, sempre que você ganhar, você ganha ao menos uma unidade (um real por exemplo).

O problema desse sistema, porém, está no fato de que as apostas podem se tornar cada vez maiores e você não terá como sustentar a banca.

Em um sistema teórico, em que a chance de ganhar é de 50%, haverá casos em que a casa ganhará 500 vezes e em que você ganhará 500 vezes. Haverá casos, no entanto, nos quais a casa ganhará 520 vezes e nos quais você ganhará apenas 480 vezes, e vice-versa.

Nessa última situação, supondo que a aposta inicial seja de R$ 1,00 e que você a aumente em R$ 1,00 após cada derrota, na sua 1.001ª jogada você apostará R$ 41,00, tendo um resultado acumulado até então de -R$ 820,00 (-R$ 40,00; -R$ 39,00; -R$38,00…).

E, na prática, sabemos que a probabilidade de a banca vencer é sempre maior que 50%. Supondo que a chance de você vencer seja de 47%, por exemplo, a cada 1.000 apostas a banca levará a melhor em pelo menos 60 apostas, o que torna o sistema D’Alembert naturalmente perdedor.

Fibonacci

O sistema Fibonacci é baseado na sequência Fibonacci, desenvolvida pelo matemático Leonardo de Pisa, no século XIII.

Na sequência Fibonacci, cada número é o resultado da soma dos dois números anteriores, formando a seguinte ordem numérica: 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55…

Aplicando-se essa sequência como um sistema de apostas, sempre que você ganhar, você retroagirá para o número imediatamente anterior. Sempre que você perder, você avançará para o número imediatamente posterior.

Dessa forma, sempre que você ganhar, você acabará recuperando os valores perdidos nas duas apostas anteriores.

Assim como no sistema D’Alembert, no entanto, o problema desse sistema está no fato de que as apostas podem se tornar cada vez maiores e você não terá como sustentar a banca.

Em um sistema teórico, em que a chance de ganhar é de 50%, haverá casos em que a casa ganhará 500 vezes e em que você ganhará 500 vezes. Haverá, porém, casos nos quais a casa ganhará 510 vezes e nos quais você ganhará apenas 490 vezes, e vice-versa.

Nessa última situação, supondo que a aposta inicial seja de R$ 1,00, na sua 1.001ª jogada você apostará R$ 10.946,00, tendo um resultado acumulado até então de -R$ 17.710,00.

E, na prática, sabemos que a probabilidade de a banca vencer sempre é maior que 50%. Supondo que a chance de você vencer seja de 47%, a cada 1.000 apostas, a banca levará a melhor em pelo menos 60 apostas, o que torna o sistema Fibonacci naturalmente perdedor.

O erro mais comum dos jogadores amadores como eu e você

Para enteder o erro cometido por milhões de jogadores ao longo da história, vamos usar o exemplo de uma moeda comum.

Sempre que você jogar uma moeda para cima, a chance de dar cara será de 50% e a chance de dar coroa será de 50%. Você concorda, certo?

Agora, se jogarmos uma moeda para cima 4 vezes, quais as chances de obtermos duas caras, duas coroas e uma cara e uma coroa? A chance de termos duas caras é de 25%, a chance de termos duas coroas é de 25% e a chance de termos uma cara e uma coroa é de 50%.

Ao tirarmos uma cara, no entanto, emocionalmente pensamos que a próxima moeda será uma coroa. Afinal, a chance de tirar duas caras é de apenas 25%!

Ao tirarmos um cara, contudo, a probabilidade tirarmos uma nova cara será de 50%. Trata-se de um evento novo e totalmente independente do anterior.

Logo, se você fizer 5 apostas na roleta, na cor preta, e perder todas elas, a chance de sair um número vermelho na próxima jogada será de 50% (desconsiderando-se o número 0), e não de 1 em 64 (que é a probabilidade de 6 derrotas seguidas em um jogo de 50/50).

- - -

O que você precisa entender, antes de gastar inutilmente suas economias, é que você provavelmente não ganhará de um casino, já que a probabilidade de vencer em um jogo de azar nunca será maior que 50% (afinal, se fosse maior que 50%, não seria jogo de azar, e bastaria que você fizesse 1.000 apostas iguais para sair no lucro).

Nenhum sistema de apostas, portanto, vai lhe assegurar a vitória, sobretudo porque os casinos, físicos e virtuais, contam com uma significativa vantagem estatística. Em um jogo em que a probabilidade de vencer é de 48%, por exemplo, os casinos ganharão 520 apostas e os jogadores apenas 480 apostas.

Além disso, seu emocional pesará contra você. Após uma sequência de derrotas, você continuará apostando, porque “a chance de vencer, depois de tantas derrotas, é maior que a de perder”. A verdade, porém, é que a chance de continuar perdendo é igual ou maior que a chance de começar a ganhar.


Aproveite a visita e confira:

0 comentários

Faça parte de nossa comunidade: